Tuesday, August 30, 2005

Bibliografia nacional

Bernardes, C. & Miranda, F. B. (2003). Portefólio – uma escola de competências. Porto: Porto Editora.

Ceia, C. (2001). A construção do porta-fólio da prática pedagógica: um modelo dinâmico de supervisão e avaliação pedagógicas. INAFOP Jornal. Extraído da Internet e disponível em http://www.fcsh.unl.pt/docentes/cceia/E_porta_folio.htm

Coelho, C. & Campos, J. (2003). Como abordar …o portefólio na sala de aula. Porto: Areal Editores.

Fernandes, D.; Neves, A.; Campos, C.; Conceição, J. M. & Alaiz, V. (1994). Portfolios: para uma avaliação mais autêntica, mais participada e mais reflexiva. In Pensar avaliação, melhorar a aprendizagem. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional.

Grilo, J. M. (2002). Portfolios reflexivos na formação inicial de professores: um estudo na formação inicial de professores de biologia e geologia ao nível do estágio pedagógico integrado. Tese de mestrado não publicada, Universidade de Évora, Departamento de Pedagogia e Educação, Évora.

Grilo, J. M. (2005). Portefólio das ciências: Uma pasta com gente dentro. Caderno do Professor de apoio ao manual de Ciências Terra Viva – 6ºAno. Lisboa: Santillana-Constância Editores.

Grilo, J. M. & Machado, C. G. (2003). Os portfolios na formação inicial de professores: instrumentos alternativos para formar profissionais reflexivos? In Neto, A. et al. (Org.) Didácticas e Metodologias da Educação – Percursos e Desafios (pp. 869-878). Évora: Departamento de Pedagogia e Educação da Universidade de Évora.

Grilo, J. M. & Machado, C. G. (2005). Portfolios Reflexivos na Formação Inicial de Professores de Biologia e Geologia: Viagens na Terra do Eu. In Sá-Chaves, I. (Coord.) Os “Portfolios” Reflexivos (Também) Trazem Gente Dentro: reflexões em torno do seu uso na humanização dos processos educativos (pp. 21-49). Porto: Porto Editora.

Nunes, J. (1999). Portfolio: uma nova ferramenta de avaliação? Noesis, 52, 48-51.

Nunes, J. (2000). O professor e a acção reflexiva – Portfolios, “Vês” heurísticos e mapas de conceitos como estratégias de desenvolvimento profissional. Porto: Edições ASA.

Sá-Chaves, I. (2000). Portfolios reflexivos – estratégia de formação e de supervisão. Aveiro: Universidade de Aveiro.

Valadares, J. & Graça, M. (1998). Avaliando para melhorar a aprendizagem. Colecção Plátano Universitária. Lisboa: Plátano Edições Técnicas.

1 comment:

Educadora de Infância said...

Utilizo portfolios na educação de infância há já oito anos, a partir do trabalho de campo em que participei, em colaboração com a Professora Cristina Parente da Universidade do Minho, aquando da realização da sua tese de doutoramento.
Penso que nesta bibliografia falta o seu importante contributo, a tese "A Construção de Práticas Alternativas de Avaliação na Pedagogia da Infância - sete jornadas de aprendizagem", disponível no repositoriUm, no seguinte endereço:
http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/888/1/TESE_CD_IEC_UM.pdf